O Jogo do Pau – Desportos Revista – 1983 (2/4)

artigo de jogo do pau 1983
A técnica do Jogo do Pau exige um extraordinário apuro das qualidades motoras.

Descrição técnica:

A) «TÉCNICA DE BASE» Constituída por:

ATAQUES – Sete ataques de base desferidos aos lados esquerdo e direito do adversário: dois «ENVIEZADOS» (desferidos de cima para baixo),dois «REDONDOS» (paralelos ao chão), dois «ARREPIADOS» (atacam de baixo para cima),uma «PONTA» (PONTUADA ou ESTUCADA) normalmente directa a cara ou ao plexus solar.

Todos estes ataques são feitos aproveitando o comprimento total do pau, e todos eles, salvo a «PONTA» são feitos em «ROTAÇÂO» (aproveitando o balanço da parte mais grossa do pau que é a que bate). Também todos eles podem ser feitos com uma ou com as duas mãos. Neste último caso a distância entre as duas mãos deve ser igual ao tamanho do antebraço do jogador que segura o pau;

DEFESAS – Sete defesas (GUARDAS ou COBERTAS) de base «RIJAS» (aquelas que oferecem resistência às pancadas do adversário) para cada ataque. Estas defesas podem ser feitas directamente sacudindo o pau do atacante ou em rotação varrendo as pancadas, e neste caso são chamadas «VARRIMENTOS» (aquelas em que se opõem às pancadas do atacante outras pancadas em sentido contrário);

SARILHOS – Exercícios provenientes de defesas antigas,que têm por fim aumentar a facilidade no manejo do pau, adquirir coordenação entre os movimentos do pau e das pernas, e ensinar o principiante a bem pisar o terreno.

B) «TÉCNICA AVANÇADA» Constituída essencialmente por:

GUARDAS BRANDAS – Aquelas em que se aproveita a forçada pancada do adversário em favor do nosso contra ataque(muito rápido e de difícil controlo);

GUARDAS SIMULADAS – Aquelas em que se recolhe o pau à pancada do adversário,para esta passar sem ser tomada;

CORTES – Pancadas destinadas a prejudicar activamente o efeito da outra pancada que não foi defendida com uma guarda;

GUARDAS AVANÇADAS – Defesas entrando no terreno do adversário debaixo do ataque daquele (para a execução destas guardas com eficácia é necessário alto nível técnico);

CORTES ANTECIPADOS – Percepção mental do ataque do adversário contra-atacando antecipadamente (exige nível técnico superior, Este tipo de cortes não são usados em combates desportivos visto serem dificilmente controláveis quando executados correctamente).

C) «JOGO TRAÇADO»:

Técnica usada especificamente em distâncias muito curtas em que não há possibilidades de se aproveitar o comprimento total do pau mas pelo contrário, conseguir o máximo de eficácia com um comprimento mínimo de pau.Caracteriza-se essencialmente por:

a) O pau ser seguro a meio com as duas mãos afastadas, usando-se ambas as pontas livres (a fina e amais grossa) indiferentemente para atacar ou defender.

b) Os ataques e as defesas são muito semelhantes e são feitos directamente e não em rotação.

c) As defesas são sempre «RIJAS» e feitas em sentido contrário aos ataques.

De capital importância é a questão do chamado «CONTROLO» do ataque visto ser este jogo praticado até ao momento sem qualquer protecção artificial. Esse «CONTROLO» usa-se, se necessário em treino com praticantes menos avançados, em combate com adversários inferiores ou na competição. E feito encurtando, desviando, retardando ou mesmo não desferindo as pancadas.

Continuação >>

Anúncios

One thought on “O Jogo do Pau – Desportos Revista – 1983 (2/4)

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s