Jogo do Pau – História / History – OS GUARDIÕES DA TRADIÇÃO

Link:
https://www.facebook.com/Jogo-do-Pau-Hist%C3%B3ria-History-172270320191404/

Anúncios

José Hermano Saraiva – Justiça de Fafe

JoséHermanoSaraiva

LINK: A Justiça de Fafe aos 24:10

A justiça de Fafe explicada por José Hermano Saraiva – 2002

José Hermano Saraiva, analisa a estátua da Justiça de Fafe, e descreve o que para ele é um erro naquela escultura, que representa um paisano a atacar um homem bem vestido, simbolizando um trabalhador a bater no patrão, e explica que a justiça de Fafe nada tem a ver com isso, mas sim e na minha opinião também, com o facto de naquela região, o policiamento só ter chegado muito tarde, e a justiça de Fafe era na verdade, a justiça particular, que os indivíduos tinham que fazer pelas próprias mãos.

Manuel Fradinho

Para marcar a disponibilização dos arquivos da RTP deixo aqui o programa “Um Dia Com… Manuel Fradinho”

O Dr. Manuel Fradinho como podemos ver, era jogador de pau, e escreveu um artigo sobre a arte intitulado “Reflexões sobre o jogo do pau – Contributo para a sua análise”.

https://arquivos.rtp.pt/conteudos/um-dia-com-manuel-fradinho
No link acima podemos ver Manuel Fradinho no programa de 1973, a jogar aos 1:30 e em várias ocasiões ao longo do vídeo.

Jogo do pau em Cabeceiras de Basto – 1975 – Mestre António Portela

Cabeceiras de Basto em 1975 – O Povo e a Música – RTP

Entrevistadora – Sr. Portela, o Sr. é um mestre do jogo do pau, eu queria que nos falasse um pouco da sua vida como jogador de pau e daquilo que poderão ainda fazer por aqueles que ainda não conhecem e poderão vir a conhecer e a conservar este jogo.

M. Portela – Eu comecei a jogar ao pau tinha 14 anos, depois fui passando, (..) ao meu pai, com o Calado com o Mendes. eu fugi ali e fomos jogar. Depois fomos para Braga. Aos 16 anos fui para a tropa, voluntário, e depois, também tinha lá o jogo do pau e eu ia sempre assistir ao jogo do pau deles, depois vim de lá e continuei a jogar, Corri tudo por ai a baixo, fui a Lisboa uma 3 vezes, joguei no Ateneu Comercial, joguei no Barreiro, e tenho um livro onde veio a minha figura e gostei muito. Os rapazes do Barreiro e do Ateneu Comercial vieram cá e eu não aceitei o convite que me fizeram, porque as consequências da vida não o permitiram. Eu continuo sempre a ser um adepto do jogo do pau, e estou velho, mas sempre pronto para aquilo que se puder fazer sobre o jogo do pau.

Entrevistadora – Portanto poderá ensinar aos novos o jogo do pau.

M. Portela – Ensino aquilo que tiver nas minhas possibilidades, estou sempre pronto e com riscos até da minha vida da saúde e de tudo, continuo e gosto disto!

Jogo do Pau do Espinheiro

Resiste na extinta freguesia do Espinheiro, concelho de Alcanena, uma arte marcial de cariz popular chamada Jogo do Pau. Segundo os seus praticantes, o Espinheiro é a única localidade do Médio de Tejo, e em geral da região centro, onde ainda se mantém esta modalidade. Nascida na charneca, nos tempos em que os jovens se entretinham com pequenas disputas para passar o tempo. A arte do Jogo do Pau tem sido preservada pela Casa do Povo do Espinheiro, com cerca de uma dúzia de praticantes, e pretende agora abrir em setembro uma escola, por forma a passar esta tradição aos mais novos.

Demonstração G.C.P. PORTIMÃO- 1998

FESTIVAL NACIONAL DE ESCOLAS DE JOGO DO PAU – PORTIMÃO- 1998
GINÁSIO CLUBE PORTUGUÊS

MESTRE NUNO RUSSO + MESTRE JOSÉ SARAMAGO + MESTER NUNO MOTA + José Augusto + Nuno Pinto + Ricardo Machado + Pedro Pinto + André Fernandes + Hugo Paz + Fernando Dias + Manuel Alves + Carlos Fernandes + Jorge Saramago — at PORTIMÃO.

video em: facebook.com/assalgarvia.jogopauportugues
0:00 – Formas de combate em inferioridade numérica.
0:30 – Demonstração Técnica.
3:40 – Jogo livre entre mestre Nuno Russo e Nuno Mota.
4:35 – Séries.
6:05 – Guardas na Cadeira.
6:30 – 1 contra 3.